expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Subscreve a Newsletter Semanal

quarta-feira, 31 de maio de 2017

5 Dicas para fazer férias sem estourar o orçamento



Já se passou mais de um ano desde a última vez que fiz um post totalmente sobre viagens e férias e destinos de sonho e todas estas coisas que nos roubam suspiros, especialmente nesta altura em que a malta já só pensa nos dias de férias a que tem direito e no quanto estão perto, e ainda tão longe. Admite, só com esta pequena introdução, quantos suspiros já te roubei?

Eu confesso, fui obrigada a fazer uma pausa, pois já estava de olhos vidrados com o pensamento perdido por entre todos os planos que vivem na minha cabeça relacionados com a temática FÉRIAS! Este ano, as ditas não me escapam e vou gozá-las ao máximo. Haja força e dinheiro no bolso. Sendo que este último é a parte mais complicada da coisa. 

Nesse sentido, no ano passado, fiz o Top 10 Escapadinhas Económicas na Europa, e é com esse mesmo propósito que hoje venho partilhar cinco dicas para se fazer umas boas férias sem estourar o orçamento e declarar falência técnica ao final de uma semana. Até porque a vida continua e as despesas não se compadecem desses pormenores. 

Portanto, para que isso não te aconteça (ou volte a acontecer), vamos procurar formas de evitar esse cenário catastrófico e encontrar a fórmula perfeita para viver umas férias fantásticas sem arruinar a carteira. Vamos às dicas?

1. Vai para fora cá dentro


Irá depender sempre da tua disponibilidade financeira, mas a forma mais imediata de poupar algum dinheiro na hora de ir de férias é ficares por terras lusas. Longe de mim desencorajar que se conheça mundo, logo eu que espero ansiosamente pelo dia em que me seja possível viver a viajar. No entanto, na maior parte das vezes, olhamos para o "exterior" com deslumbramento e somos uns totais ignorantes acerca do que de melhor temos. 

Pois, é que em Portugal, país pequeno à beira-mar plantado, temos de tudo. Queres fazer o circuito praia-piscina-praia? Temos tantas e das melhores. Queres uma rota cultural? O que não nos falta são cidades repletas de História e acontecimentos culturais. Queres a tranquilidade do campo? Há quem diga que não existe verdes como os de Portugal. Portanto, não tens mesmo desculpa para não escolher um destino nacional para estas férias, certo?

2. Pesquisa a opção de transporte mais económica


Dado que a ideia é sair da nossa zona de conforto e descobrir lugares novos, isso implica uma deslocação, seja ela longa ou curta. O que se traduz numa despesa acrescida para as tuas férias. E é por isso mesmo que a pesquisa da melhor opção é tão importante. Ao poupares na deslocação, libertas dinheiro para gastar noutras coisas mais divertidas ou interessantes. 

Contudo, esta não é uma fórmula isolada, a menos que vás viajar a solo. É preciso dares algum uso à matemática que te resta na memória (que no meu caso é reduzida e só funciona quando se lhe coloca um € à frente), para encontrar a opção mais económica. Primeiro deves determinar quantas pessoas são. A partir daqui podes começar os teus cálculos, pesquisando o preço de bilhetes nas várias possibilidades de transporte para o destino em questão. 

Porém, não deves ignorar a hipótese de levares um carro. Faz as contas de quanto ficaria a viagem e divide esse valor pelo número de pessoas. Agora sim estás em condições para fazer uma comparação realista e determinar qual o mais amigo da tua carteira. Não te esqueças de verificar se existe algum desconto associado de que possas usufruir. Sei do caso da CP, por exemplo, que dispõe de bilhetes com desconto mediante a compra antecipada dos mesmos. 

3. Tira partido do Airbnb 


Outro factor determinante na hora de fazer contas às ferias é o alojamento. Porque dormir debaixo da ponte é capaz de não dar jeito, é necessário encontrar a melhor oportunidade. Um Hotel minimamente decente é coisa para pesar no orçamento e um Hostel, por muito giro que seja, nem sempre resulta para quem não está disposto a partilhar um quarto com uma mão cheia de desconhecidos. 

E é assim que surge uma plataforma inovadora e que nos permite conhecer os destinos, de forma mais económica, com condições para todos os gostos e tirando partido da visão da gente local. Falo, claro, da Airbnb, onde podes encontrar uma casa ou quarto, conforme o que mais preferires, em tudo o que é lugar do mundo. E o nosso Portugal não é excepção. De Norte a Sul, sem esquecer as Ilhas, é possível alugar um espaço a preços muito simpáticos. 

Se ainda tens dúvidas, vai lá espreitar e confirma o quanto podes poupar em alojamento nestas férias, cá dentro ou lá fora. 

4. Poupa nas refeições sem passar fome


Depois da Deslocação e do Alojamento, o terceiro vértice deste triângulo de despesas passa pela Alimentação. É que mesmo de férias, a pessoa precisa de se alimentar, algo que se pode tornar ainda mais complicado quando não se conhece o destino nem os melhores sítios para matar a fome. 

Contudo, depois de te instalares numa casa Airbnb que, por norma, tem uma cozinha, é muito mais fácil poupar nas refeições. Não estou, de todo, a dizer que deves ficar com a barriga encostada no fogão para preparar o pequeno-almoço, almoço e jantar. Mas podes seleccionar melhor os momentos em que queres conhecer os restaurantes e a gastronomia do local onde estás. Em contrapartida, podes poupar nos cafés da manhã e nas refeições em que apenas precisas de comer alguma coisa. 

5. Procura programas gratuitos


Quanto tens um local inteiramente novo para descobrir, as opções são inúmeras e cada uma melhor que a outra. O que significa que deves fazer bem o teu trabalho de casa e investigar a fundo o que podes fazer, ver e conhecer. Nessa pesquisa não te esqueças de procurar se os locais que queres visitar têm algum desconto associado (como para jovens, estudantes, etc.) ou até um dia específico com entrada gratuita. 

Assim, poderás planear os teus dias de maneira a aproveitar ao máximo o que os lugares têm para oferecer e ainda poupar algum dinheiro nesses programas. Ainda tens dúvidas de que estas férias vão ser as mais económicas da tua vida? Gostaste das dicas de poupança? Achas que me esqueci de alguma?

Nos entretantos, caso queiras ir para fora e conhecer novas culturas, e ainda assim manter o orçamento de boa saúde, fica a saber que a TAP tem 10 novos destinos, com preços que começam nos 35€ e que estarão em vigor a partir de 10 de Junho. Vê alguns dos novos destinos e diz-me, para onde voavas nestas férias?


2 comentários:

  1. Adorei as dicas! Não conhecia a plataforma Airbnb mas parece ser uma ferramenta muito útil nas escolhas de alojamento. Uma grande ajuda!
    FOX WHISPER

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo e tem a vantagem de poder ser utilizada em todo o mundo, o que ajuda a poupar seja qual for o destino :)

      Eliminar

Obrigada pela visita e pelo comentário. Terei todo o gosto em responder muito em breve.
*Não esquecer de marcar a caixinha para receber notificação quando a resposta ficar disponível.
Até breve!