expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Subscreve a Newsletter Semanal

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Vencedores dos Passatempos 5.º Aniversário



Rufem os tambores que já temos uma resma de vencedores para anunciar! É verdade que os Passatempos comemorativos do 5.º Aniversário terminaram no Domingo passado e tive muito com que me entreter nos entretantos para descobrir os devidos vencedores de cada prémio. O trabalho foi concluído com sucesso e chegou a hora de saberes se vais ser um dos felizardos. 

Antes disso, sem querer te fazer esperar demasiado, quero agradecer a todos os simpáticos parceiros que se juntaram a mim e que permitiram fazer desta festa uma ocasião ainda mais especial. Sem vocês nada disto seria possível, como é óbvio. Quero também agradecer-te a ti, que segues este blog e me dás o prazer da tua companhia, pois é para ti que continuo desta lado a escrever e a partilhar ideias. 

Agora, vamos ao que interessa, certo? Sem mais demoras, os vencedores são:


André Silva, de Paredes


Cláudia Costa, de Feijó


Alexandra Guimarães, de Cascais

Liliana Silva, de Cantanhede

Silvana Martins, de Fafe

Rui Alves, de Água Longa


Carina Sofia, de Palmela

Cristina Azevedo, da Amadora

Mariana Trindade, de Abrantes

Madalena Almeida, de Guimarães


Vera Ferreira, de Santa Maria de Lamas

Irão receber durante o dia de hoje um e-mail a solicitar os dados de envio, para que possam receber o vosso estimado prémio, ao qual terão de responder em 48 horas, como já sabem. 

Para os passatempos onde existe mais do que um prémio, a ordem anunciada corresponde à ordem em que os livros foram apresentados. Ou seja, o primeiro vencedor irá receber o primeiro livro apresentado e assim por diante. 

Parabéns a todos!!! 

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Desafio de Cinema (39/52) - Banda Sonora



Começo por pedir desculpa pelo atraso no lançamento da nossa rubrica semanal, mas a pessoa teve de comemorar devidamente o início oficial das suas férias e só chegou a casa já era manhã. Portanto, tornou-se mesmo impossível adiar o aconchego da cama e ignorar o sono dominante, ainda para mais porque veio uma chuvinha gostosa para embalar os meus sonhos. 

Agora que já lamentei por ter-te feito esperar, vamos dar início ao Desafio de Cinema desta semana, com uma filme escolhido pela sua Banda Sonora. O que, à primeira vista, não foi uma tarefa tão fácil ou tão óbvia como tinha imaginado. Existem milhares de músicas emblemáticas que me remetem para grandes filmes, alguns dos quais já aqui falei e outros que ainda irei falar. 

No entanto, eu queria um filme que gostasse, essencialmente, por causa da música. E foi dessa forma que me ocorreu o super divertido Do Cabaret para o Convento. Com uma actriz das mais engraçadas de que tenho memória e que me dá vontade de rever só por causa dos momentos musicais que são deliciosos. 

Eu que nem sou grande fã de comédias, simplesmente adoro este filme e a sua sequela. Quero acreditar que a malta da minha geração e mais velha, deve-se lembrar de tantas e tantas vezes que passou na televisão nacional, numa época em que não existia televisão por cabo e milhentas alternativas como acontece hoje. Contudo, a malta mais nova se calhar não se recorda disto e quero acreditar que poderá passar um bom bocado, regado com muitas gargalhadas, com este filme.

E tu, já conhecias este filme? Qual a tua música favorita em Cinema?


Sinopse
Quando uma cantora de cabaret testemunha um crime perpetrado pela máfia, a polícia esconde-a num convento vestida de freira, onde ela tem bastante dificuldade em se integrar. 


Acompanha o Desafio de Cinema - 52 Filmes em 52 Semanas e vê os próximos temas. 

domingo, 17 de setembro de 2017

#Livros - Harry Potter and the Philosopher's Stone 20th Anniversary Edition



Sinopse
Celebrate 20 years of Harry Potter magic with four special editions of Harry Potter and the Philosopher's Stone. Gryffindor, Slytherin, Hufflepuff, Ravenclaw... Twenty years ago these magical words and many more flowed from a young writer's pen, an orphan called Harry Potter was freed from the cupboard under the stairs - and a global phenomenon started. Harry Potter and the Philosopher's Stone has been read and loved by every new generation since.

To mark the 20th anniversary of first publication, Bloomsbury is publishing four House Editions of J. K. Rowling's modern classic. These stunning editions will each feature the individual house crest on the jacket and line illustrations exclusive to that house, by Kate Greenaway Medal winner Levi Pinfold. 

Exciting new extra content will include fact files and profiles of favourite characters, and each book will have sprayed edges in the house colours. Available for a limited period only, these highly collectable editions will be a must-have for all Harry Potter fans in 2017.

Opinião
Pois é, minha gente, voltamos a um tema recorrente por estas paragens, a saga Harry Potter. É um tema que me apaixona até hoje e que me deixa invariavelmente em pulgas perante algo de novo, quando pensamos que está tudo feito e tudo dito. 

Depois de ter agarrado a oitavo Harry Potter, primeiro em Inglês e depois em Português, dei por mim a reparar que a paixão está tão viva como nos tempos em que ainda nem sequer se avizinhava o seu desfecho. Como tal, não fiquei indiferente à notícia dos vinte anos do lançamento do primeiro livro e ainda menos quando descobri que seriam lançados livros comemorativos.

Estou a falar de edições especiais de Harry Potter e a Pedra Filosofal, mais precisamente de quatro edições especiais, um para cada casa de Hogwarts. Assim que os meus olhos bateram nestes livros eu soube que eles teriam de ser meus! Porque nunca se tem demasiados livros de Harry Potter, ao contrário do que pensa a minha mãe. 

Desta forma, fui a correr saber mais sobre o assunto e se já estariam disponíveis em Portugal. Estavam e tratei logo de encomendar o meu exemplar da equipa que me aquece o coração, Gryffindor. Parecia uma criança, sempre à espera do senhor dos CTT, como quem espera a chegada do Pai Natal em Dezembro. 

Até que o dito chegou a minha casa e voltei a sentir a emoção de receber um novo livro da saga, esquecendo quase que se trata de algo que já li e reli vezes sem conta. No entanto, este livro é especial, como certamente já percebeste. As ilustrações são lindas de morrer e emprestam toda uma nova dimensão à história. E depois, os novos conteúdos são deliciosos! Logo no início nos deparamos com algumas e terminamos também com outras tantas. 

Não te vou contar o que podes encontrar, até porque não sou fã de spoilers, mas tenho a certeza que qualquer fã desta série se vai apaixonar por estes livros e por tudo o que lá pode encontrar ou reencontrar. Afinal, não deixa de ser um belo pretexto para voltar a ler o primeiro livro de Harry Potter (e consequentemente os outros de seguida!). E a minha estante ficou tão mais bonita com este novo livro! 

Agora, como seria de esperar, fiquei desejosa de comprar os três que me ficaram a faltar e já ando a analisar atentamente o meu orçamento para perceber como e quando terei possibilidade de os adquirir. A única certeza é que farão parte da minha colecção, em última instância, poderá muito bem se tornar a minha prenda de Natal para mim mesma. 

Quanto à história, é de facto tão deliciosa hoje, que tenho 31 anos, como foi para a menina de 12 ou 13 anos que era na época em que li pela primeira vez. Mais interessante com certeza, porque sei coisas que na época não sabia e que não entendia na sua plenitude. Continua a ser, na minha opinião, uma excelente forma de incentivar as crianças/jovens a descobrirem o prazer da leitura, sem esquecer a mensagem e os valores do Bem que estão presentes da primeira à última página de todos os livros. 

Já conhecias estas Edições Especiais? Diz-me, também vais querer ter, certo?? Qual a tua equipa de eleição? Gryffindor, Slytherin, Ravenclaw ou Hufflepuff? 

"Welcome to the bravest and most daring house at Hogwarts. While others may be content viewing the world through the words in a book, or sitting back and going with the flow, Gryffindors won't rest until they make their mark on the world. They are proud to take after their house founder, Godric Gryffindor, who never shied away from standing up for what he believed was right."

Podes encomendar o teu exemplar (igual ao meu) aqui, com 10% de desconto imediato e portes grátis. 

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Viver ou partilhar o momento?



Vivemos tempos vorazes, onde a informação chega em quantidades monstruosas e a velocidades estonteantes, certamente merecedoras de uma multa ou outra por excesso de velocidade. É que faz mesmo falta legislar estas infracções, porque tanto informação pode mesmo atropelar-nos, causando graves danos, senão físicos, psicológicos. Não te sentes assim, por vezes? 

Antigamente, dizia-se que a uma mulher séria não bastava sê-lo, tinha de parecer. Adaptando aos nossos dias, seria algo do género "a uma mulher séria não basta sê-lo, tem de partilhar com o mundo que o é". Estamos perante uma sociedade cada vez mais centrada no seu umbigo, com todas as consequências que daí advêm. 

Claro que não foi hoje que cheguei a esta brilhante conclusão. Sou detentora de uma conta de Facebook, desde 2009, e ao longo dos últimos oito anos tenho reparado na evolução de fotos próprias de cada um. O meu feed foi sendo invadido por mais e mais fotos, às vezes onde não mostram nada além da vontade de aparecer do seu protagonista. 

No entanto, a ficha caiu-me durante este Verão. Quem acompanha o Facebook do blog (se ainda não segues, aproveita para deixar aqui o teu like) sabe que fui assistir ao Concerto da Ivete Sangalo, no Meo Arena. E foi, precisamente, enquanto via e ouvia o furacão do Brasil, que dei comigo a reparar na quantidade de pessoas que se encontrava a assistir de telemóvel na mão. Mais preocupados em fazer um Directo para as redes sociais ou filmar o concerto para mostrar aos amigos, do que a desfrutarem da música ou a divertir-se naquele momento. 

Terá sido a constatação do óbvio, pois quer-me parecer que não te estou a dar novidade nenhuma, certo? A verdade é que me senti chocada por reparar que estas pessoas eram a maioria e não um pequeno grupo a ter em conta. E o pior, na minha opinião, é que isto se reflecte em tudo na vida e não apenas em concertos e coisas que tal. A malta anda mais preocupada em tirar a foto no sítio da moda do que em olhar à sua volta e perceber a beleza dos lugares ou apenas e só o prazer da companhia que nos cerca. 

Quanto a mim, e apesar de ter um blog para alimentar e redes sociais para movimentar, continuo  a preferir viver os momentos ao máximo, sem me preocupar em registos para a posteridade ou para puro exibicionismo. E quanto a ti? Vives o momento? Ou partilhas? 

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Desafio de Cinema (38/52) - Futurístico



Os passatempos continuam, mas o Desafio de Cinema também. Tem sido sempre com grande prazer que, semana após semana, procuro um filme espectacular para partilhar contigo, de forma a que possas ficar a conhecer ou recordar um excelente momento de Cinema.

Grande parte dos filmes que aqui tenho partilhado, são moradores de minha casa e fazem parte da minha colecção de DVD's e o filme desta semana não irá fugir a essa regra. Quando pensamos em filmes futurísticos, rapidamente me ocorre um clássico dos anos 80, Regresso ao Futuro. No entanto, não me apetecia escolher algo tão óbvio, além de que a data em que se passava a trama já é passado.

E assim chegamos à minha real escolha, um filme que fez as delícias de muitos nos idos anos 90 e do qual tenho excelentes memórias. Falo de Homem Demolidor, com o brilhante Wesley Snipes, no papel de vilão, e com Stallone, um actor que se tornou no meu guilty pleasure. O filme passa-se em 2032 e retrata uma sociedade evoluída onde já não existe crime nem violência.

Por outro lado, o preço a pagar por esta paz forçada é bastante elevado. As liberdades individuais são quase inexistentes e as opções para escolher são reduzidas a um ponto difícil de imaginar à luz do que hoje conhecemos. A malta torna-se de tal forma civilizada que chega-se ao cúmulo de se ter esquecido do prazer do sexo.

Apesar dos inúmeros momentos cómicos, especialmente quando dois homens do século anterior são "acordados" e se deparam com todas as mudanças, é impossível não pensar no que seria existir numa sociedade onde o livre arbítrio é uma mera recordação de outros tempos.

Já conhecias este filme? O que achas dele?  


Sinopse
Estamos no ano 2032 e o psicopata Simon Phoenix (Snipes) desperta de um congelamento de 35 anos, escapando-se da Prisão de Cryo, para encontrar uma serena e pacífica Los Angeles pronta para o assalto. Incapazes de lidar com o estilo brutal de Phoenix típico dos anos 90, os oficiais procuram um polícia à antiga para lutar com um criminoso à antiga. Assim, ressuscitam o sargento John Spartan (Stallone), injustamente cumprindo uma pena na Prisão de Cryo, devido ao seu último encontro com Phoenix. Sandra Bullock e Benjamin Bratt também defendem a lei, nesta terrível mistura de acção e humor. 


Acompanha o Desafio de Cinema - 52 Filmes em 52 Semanas e vê os próximos temas.