expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Subscreve a Newsletter Semanal

terça-feira, 30 de abril de 2013

Quem usaria?


E agora a vossa opinião.
O que acham destes modelos?
Se encontrassem numa loja, compravam?
Manifestem-se meninas!
Os meninos também são bem vindos.
Gostariam de ver uma mulher com um soutien assim?
 
Eu estou a pensar usar algo do género com aquela camisa que vos mostrei no outro dia. ;)

segunda-feira, 29 de abril de 2013

A vida é curta


Como estamos de loucuras?
 

Filmes da Semana #5


Tenho de admitir que ando virada para as comédias. Para coisas assim mais levezinhas. Pela falta de tempo para me dedicar ao cinema em casa é certo, mas principalmente porque preciso de coisas que me façam sorrir e acreditar no lado positivo da vida. É que para coisas más e dramáticas, trágicas até, já chega a minha vidinha de todos os dias e o estado de sítio em que se encontra este país.
Portanto, na semana passada as escolhas foram estas:

O primeiro ponto de choque foi ver Uma Thurman num registo do tipo comédia romântica.
Para mim será eternamente a noiva que procura vingança em Kill Bill.
Depois a sinopse que encontrei no Wareztuga era um tanto ou quanto confusa.
Tirando isso, vê-se bem dentro do género mas não deixa de ser previsível.
 
Uma Família com Etiqueta foi certamente uma agradável surpresa.
Não estava à espera de grande coisa, mas a ideia de colocarmos uma falsa família numa comunidade, que são na verdade vendedores profissionais que têm como objectivo pôr toda a gente a desejar o que possuem é uma coisa fora de série.
Qualquer um de nós, em determinada altura, pensamos que este poderia ser o nosso emprego de sonho. Afinal de contas, pagam-nos para usar as melhores marcas e os melhores produtos.
É um história que prende pela diferença. Pela novidade. E está longe de ser uma comédia pura e dura.
Pelo contrário, deixa uma mensagem forte e com um fundo de verdade.
Vale mesmo a pena ver.
 

domingo, 28 de abril de 2013

sábado, 27 de abril de 2013

É preciso ajudar!


 
Gente de Oliveira de Azeméis e São João da Madeira o Gonçalo precisa de vocês. E é tão simples ajudar. Pensem que é uma criança e que amanhã podem ser os vossos filhos, os vossos irmãos, os vossos sobrinhos. E como gostariam que todos vos ajudassem a salvar essa vida. Não custa nada ser solidário.
Marquem presença e façam a diferença!

sexta-feira, 26 de abril de 2013

O meu quarto de sonho


Não são necessários mais comentários, pois não??

Red Hot no Clube Fashion




Este é a minha perdição!
Mais uma daquelas oportunidades que me deixam em estado depressivo. Ainda no outro dia estava eu aqui a divagar sobre a minha paixão por sapatos, e vêm estes gajos aparecer com uma promoção daquelas de deixar uma mulher louca. Até 85% de desconto! Maldita crise. Maldito desemprego.
Não fosse isso, e estes três já estariam a caminho!

Podem encontrar a promoção e ver todos os modelos disponíveis aqui.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Queres ganhar dinheiro extra?


Esta é das perguntas mais frequentes que se encontra na Internet. Todos os dias me aparecem na caixa de correio electrónico formas milagrosas de ganhar milhares de forma rápida e fácil. Quase sem esforço. Quanto mais fácil e rápido, mais desconfio. Acredito que alguns ganhem com essas fórmulas. Mas como em todas as pirâmides, serão os do topo. A base na maioria das vezes não vê um tostão. Pelo contrário, alguns ainda pedem um investimento inicial. Esses eu nem olho duas vezes. Apago de imediato. Não critico quem participe nessas coisas nem nada que se pareça. Simplesmente, para mim não funciona porque não acredito.

No entanto, aqui à tempos, encontrei um site interessante que a única forma de ganhar dinheiro seria assistir a publicidade. Ou seja, algo que já fazemos todos os dias. E nem é preciso ligar o pc. A televisão, a rádio e a imprensa estão cheias disso mesmo. E como a Internet é o futuro em tudo, a publicidade não é excepção. A grande maioria das empresas apostam nas novas tecnologias para se darem a conhecer. E na Publipt é precisamente isso que acontece. Por cada anúncio visualizado é nos atribuída uma comissão. O que significa que estamos a ser pagos por algo que, regra geral, fazemos de borla.
É verdade que não estou rica à custa disto nem tão pouco me permite viver sem trabalhar, mas a verdade é que dinheiro é sempre bem vindo e para umas coisas extras este é um rendimento que não exige uma dedicação excessiva. Para comprar aquela roupa que estava debaixo de olho. Ou os sapatos. Ou até para um fim de semana diferente. Ou, quem sabe, para as férias. Afinal de contas, dinheiro é sempre bem vindo :)

Podem saber mais e aderir a esta ideia (de forma gratuita) aqui.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Yorn e Pepe Jeans



A Yorn juntou-se à Pepe Jeans para oferecer a todos os clientes da operadora um desconto daqueles mesmo bons. Sendo assim, a partir de amanhã 25 de Abril até 28 de Abril todos os Yorns têm 30% de desconto nas lojas Pepe Jeans. Os 10 primeiros a comprar em cada loja durante os quatro dias têm ainda a oportunidade de levar jeans a metade do preço.
Para os amantes da marca é uma excelente forma de levar para casa aquelas peças que andam a namorar com um desconto muito oportuno em tempos de crise.

Para mais informações cliquem aqui.

Feriado no Furadouro!



Amanhã comemora-se o Dia da Liberdade e não só. É também o 5º aniversário da Gusti Sabores e para comemorar eles convidam todos a aparecer por lá e provar tudo por 1€. Lembram-se das célebres Tripas que vos falei aqui à tempos? Pois é disso mesmo que estamos a falar. Com uma novidade: a Tripa de Morango. Além disso, existe também as bolachas americanas e as pipocas.
Portanto, o programa ideal para o feriado pode passar por um dia de praia no Furadouro e uma passagem pela loja para se deliciar com estas iguarias. É um atentado à dieta, eu sei, mas por 1€ vale a pena e dias não são dias.

Para saberem mais sobre este evento ou para saberem a localização exacta da loja podem aceder ao Facebook da Gusti aqui.

A minha perdição: Sapatos



Estou apaixonada por estes dois modelitos. Qualquer um deles, ou mesmo os dois, seriam muito bem vindos ao meu armário. E que jeito me davam.
Pior que decidir o que vestir, é decidir o que calçar. É o grande dilema de todas as minhas produções.
E sem dinheiro ao fim do mês, vai ser difícil mudar a situação. Portanto, só me resta resignar com o que ainda tenho e sonhar com o que um dia quero ter. E vou ter!

terça-feira, 23 de abril de 2013

Bill Gates ou Brad Pitt


Desde que terminei a relação sem futuro que já levava quase cinco anos, fiquei deveras convencida de que não fui feita para relações a dois. Daquelas sérias, para casar e ter filhos e uma casa e uma vida a dois. Amo demasiado a minha liberdade e o meu espaço. O que torna ainda mais difícil encontrar alguém capaz de amar esta minha caracteristica e ainda a respeitar. Por norma, eles até gostam da ideia. Na prática o caso muda de figura. E este meu desejo de ser livre e de ter os meus momentos e de respeitar os momentos do outro, provoca uma explosão de inseguranças e medos.
Pelo menos, tem sido assim comigo.
 
O que me levou a desenvolver uma teoria ao longo deste ano e meio em que estou sozinha e descomprometida. A teoria consiste em que o meu próximo namorado terá de ser uma de duas hipóteses. Ou um tipo Bill Gates, ou seja, não basta ter dinheiro ou viver bem. Tem de ser milionário, no mínimo. Ou então algo do género Brad Pitt. Não necessariamente loiro de olhos azuis, mas sim lindo de morrer. Daqueles de comer e chorar por mais.
Isto é uma forma optimista de dizer que não estou muito receptiva à ideia de namorar. Pelo menos, enquanto não aparecer alguém que me faça perder o chão e a lucidez e que deite por terra todas as minhas teorias.

De momento, e como milionários estão escassos por estas bandas e homens bonitos dão muito trabalho e dores de cabeça, acrescento mais uma categoria à minha lista de futuros namorado: massagista. Um homem que saiba fazer massagens em condições, assim à séria, tem sérias hipóteses de se tornar o homem da minha vida. É que quando uma pessoa anda assim desmoralizada e farta de não ter nada para fazer não existe nada mais animador e revitalizante do que uma massagem.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Nova Iorque por 549€


Gente sonhadora e apaixonada por viagens, descobri uma coisa fantástica. E deprimente. Pelo menos para mim que estou mais falida que o nosso país e sem ponta de hipótese de aproveitar esta promoção. Uma promoção para Nova Iorque e eu sem cheta?? É mau demais.
Mas isso agora não interessa nada. O importante é que quero acreditar que existe gente desse lado que se encontra bem de vida e em condições de ir passear até à cidade que nunca dorme.
Sendo assim, é possível fazer esta viagem pela módica quantia de 549€. Ida e volta. E com todas as taxas incluídas. Com voos de Lisboa e do Porto e com um volume de bagagem de porão até 23 kg grátis.
Para beneficiar desta promoção, basta fazer a reserva até 30 de Abril. Mas as mesmas são para o período entre 15 de Setembro de 2013 até 30 de Março de 2014. Excluído da promoção está o período natalício entre 1 e 29 de Dezembro.

I wish I could go...
Mas como não posso, façam boa viagem! ;)

Podem confirmar a promoção e fazer a reserva aqui.

Filmes da Semana #4


Ao contrário da semana anterior, nesta foi durante a semana que consegui ir vendo alguma coisa porque o fim de semana foi de loucos e não houve muito tempo livre para me dedicar ao cinema.
Além disso, foi um pouco melhor. Consegui ver três filmes! Estamos a ter progressos.
Agora vamos aos ditos:

Música e Letra é mais uma daquelas comédias românticas cheias de piada e, neste caso, de música.
Adicione-se um ingrediente infalível: Hugh Grant.
E, por estranho que pareça, eu gosto dele. Está longe do género que normalmente gosto mas, ainda assim, não resisto àquele humor tão british e àqueles olhos azuis e ao ar de cachorrinho abandonado a pedir para o levarem para casa.
Mas está engraçado, dentro do género e vê-se muito bem.
 
Este estava em lista de espera à imenso tempo. Li o livro de Oscar Wilde quando era ainda uma miúda e confesso que depois de ver este Dorian Gray fiquei cheia de vontade de reler e relembrar esta história fantástica.
Para quem gosta de ler, não pode deixar de ler esta obra de génio.
Mas o filme também está muito bem conseguido. Credível. Assustadoramente realista.
 
Depois como fiquei com saudades do Hugh Grant, decidi rever Era uma vez um rapaz.
Quer dizer, eu nunca tinha visto o filme completo. Quando o apanhava ia sempre a meio ou no fim.
Então nunca tinha entendido muito bem qual o fio condutor da história.
Foi desta que vi tudo do início ao fim e é uma história interessante que nos mostra o quanto demora para alguns homens crescerem. E o quanto se recusam também.
 

domingo, 21 de abril de 2013

Big Brother Vip


É hoje o regresso do programa que marcou uma época em Portugal. Nestas coisas também não há amor como o primeiro. E desde o primeiro reality show não voltei a seguir atentamente mais nenhum.
Tudo o que veio a seguir já não me deslumbrava. Principalmente porque os grupos que se seguiram perderam toda a genuinidade. A inocência de quem não calcula o impacto do programa cá fora. Os primeiros foram os mais verdadeiros por não saberem exactamente ao que iam. E isso tornou-os únicos. Talvez seja por isso que nos lembramos de quase todos os participantes desse primeiro Big Brother.
 
Claro que com figuras públicas, como já aconteceu, os processos são outros e o medo de se exporem ainda maior. Muitas vezes o objectivo é serem lembrados, outras fazer uma limpeza de imagem. Chegarem a um público maior.
 
Na verdade, para mim, a maior atracção deste género de programa é a apresentadora. Teresa Guilherme faz este programa como ninguém. Sou fã e assisto a muitas galas só para ver o trabalho desta senhora. E hoje vai ser assim, mais uma vez. Com curiosidade pela lista real dos concorrentes e pelas novas regras que ainda ninguém percebeu muito bem. Mas ainda assim, com interesse por voltar a ver Teresa Guilherme regressar a um formato que lhe diz tanto.
 
Certamente menos didáctico e familiar do que A Tua Cara Não Me É Estranha, mas será com toda a certeza um sucesso de audiências.

Mais perto da Taça


Hoje foi um dia daqueles bem longos e cheios de emoções fortes. Depois de uma noitada na conversa com a malta, só houve tempo para dormir umas horas (poucas) e arrancar para Torres Vedras.
E o que acontecia em Torres Vedras hoje, perguntam vocês? Eu respondo. Jogava-se os oitavos de final da Taça de Portugal de Hóquei em Patins. Desporto este que é o melhor do mundo e arredores.
E a equipa do coração é a grande União Desportiva Oliveirense! E são os actuais detentores do título.
E pretende-se mantê-lo cá por casa que fica muito bem entregue.
 
Sendo assim, cá fomos nós assistir ao jogo entre o Oliveirense que se deslocou a Torres Vedras esta tarde para defrontar o Física. Equipa com a qual é costume haver uma boa relação, dado que o treinador da casa foi um dos grandes jogadores da nossa, Victor Fortunato.
O que é certo é que de pacífico não teve nada. Foi mesmo um jogo impróprio para cardíacos. Sim, isso é normal, dado que é tudo ou nada. Não existe segunda volta e, portanto, é essencial vencer o jogo para passar à próxima fase. E ambas as equipas mostraram vontade de chegar lá. Mas só uma pode passar. E foi............. OLIVEIRENSE!!!!
 
Teve notas negativas, como é óbvio. Primeiro, o aproveitamento por parte do clube ao cobrar 8€ pelos bilhetes de não sócio. Depois pelo excesso de agressões aos nossos jogadores, numa tentativa de destabilizar e recuperar o controlo do jogo. E para terminar, o de sempre, a arbitragem. A maior lacuna, a meu ver, na modalidade. Quando pensamos que estamos a ser roubados ou favorecidos no início do jogo, rapidamente chegamos à conclusão que é pura incompetência. Todos acabam prejudicados por causa desses senhores que não se dão ao trabalho de estudar as regras do jogo.
Mas tudo isto foi rapidamente esquecido no momento em que agarramos a vitória e no calor da festa se perderam todas as queixas e lamentações.
Agora que venham os quartos de final num dérbi, praticamente, doméstico.

O ano passado foi assim a festa.
Este ano queremos festejar novamente!

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Cachaça ou vodka?


Hoje a malta vai às caipirinhas. Deve ser das melhores coisas inventadas pelos brasileiros.
É que aquilo é mesmo bom! Não é assim doce e enjoativa como a maioria das bebidas que as mulheres gostam. Mas também não é, quando bem feita, amarga ao ponto de não ser agradável beber.
Ainda para mais, em redor desta bebida foi criado todo um universo de alternativas para todos os gosto possíveis e imaginários.
Eu prefiro a original. Cachaça e lima. Mas a Morangoska também é uma boa combinação.
Já as meninas que me rodeiam preferem com vodka preta. Muito doce, na minha opinião.
Qual a melhor de todas, afinal?

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Never Mind...



Inicialmente, quando acontecia as pessoas não compreenderem os meus raciocínios ou as piadas atiradas para o ar, eu tinha todo o prazer em explicar para que ninguém se sentisse de parte ou excluído da conversa. E explicava de todas as formas mais simples que conheço para ser mais fácil o entendimento. O que me levava a sentir muitas vezes que estava a falar e a única pessoa que estava a compreender era eu própria. Aquela sensação irritante de estar a falar sozinha é coisa que me tira do sério.
 
O que levou a que a minha paciência tenha atingido limites históricos e como consequência, actualmente, limito-me a soltar um "Deixa para lá", que vai na mesma onda deste "Never Mind" (que por vezes também sai).
 
Cada vez tenho menos pachorra para gente burra e, pior ainda, para quem nem se esforça por melhorar ou aprender alguma coisa nova.
Será que também vos acontece? Contem-me tudo! Não me deixem sentir sozinha ;)

quarta-feira, 17 de abril de 2013

A loucura dos loucos


Desde que conheci a minha amiga do coração, e depois de termos vivido algumas situações, presenciado outras, conhecido tantas pessoas e de ver partir outras tantas, desenvolvemos uma teoria que envolve a inteligência e a loucura.
 
E essa teoria diz que quanto mais inteligente se for, maior a probabilidade de acabar louco. Ao ponto de ser internado num hospício. A pessoa mais inteligente que conhecemos, acabou assim. Internado numa casa de tolos. E até hoje, nunca mais houve notícias.
 
Como nos achamos inteligentes (e somos mesmo, modéstia à parte), já imaginamos o nosso fim.
Ela de cabelo cor de rosa, eu de roxo. Sentadas num banco do jardim. A falar de tudo e de todos.
E isto a propósito do que aconteceu esta semana. Pois que estávamos nós no café de sempre a jogar uma bisca para passar o tempo. Assim que terminamos o jogo, qual não é o espanto: nenhuma das duas se conseguia lembrar o que tinha sido o trunfo. É preciso relembrar que ainda nem sequer tínhamos iniciado outra partida. Tinham-se passado dois minutos.
 
Claro que nos rimos à força toda com esta amnésia estranha e concluímos o óbvio. Vamos mesmo para a casa dos tolos e já não estamos tão longe disso como seria de supor.
Mas enquanto não somos internadas, vamos falando de tudo e de todos, sentadas no café ou em qualquer outro lugar. Os cabelos é que, por enquanto, se mantém nas cores originais. Vá-se lá saber até quando...

terça-feira, 16 de abril de 2013

Saldos na Transavia


Hoje e apenas hoje, está aberta a época de saldos nesta Companhia, a Transavia France.
E isso implica voos desde 29€ (ida) e 39€ (volta), com 36 destinos europeus, sendo que entre as rotas portuguesas se encontram ligações entre Lisboa, Funchal, Paris ou Nantes. Além disso, é possível efectuar reservas entre 1 de Maio e 26 de Outubro através do site ou do número 707780009 (com um custo de 0,12€/minuto).
Para quem ainda pode sonhar com umas férias, ainda que com um orçamento mais reduzido, esta é sem dúvida uma excelente oportunidade de poupar nessa época do ano. Afinal de contas, todos merecemos umas férias e acho muito bem que quem pode as goze da melhor forma possível.
Pode ser também uma forma de passar um fim de semana diferente e quebrar a rotina diária desta crise que nunca mais acaba.
A escolha é vossa. Façam bom uso da informação :)

Para mais informações, podem consultar o artigo aqui.


segunda-feira, 15 de abril de 2013

Filmes da Semana #3


Esta foi mais uma semana pobre até dizer chega, no que toca a cinema.
Durante toda a semana não consegui ver nadinha, e só agora no fim de semana é que consegui ver os filmes que se seguem.

Esta Lista Indiscreta é um filme com pouco mais de uma hora, que se vê muito bem apesar de não ter um história leve. Antes pelo contrário. Fala do mundo da prostituição e das drogas e da forma como pessoas comuns entram nessa roda, quase sem querer. E fala, acima de tudo, do quanto é difícil sair.
Para os homens, tem o aliciante adicional de verem uma Jennifer Love Hewitt linda e com pouca roupa.
 
Devo desde já dizer que adoro filmes históricos. Gosto do guarda roupa e, principalmente, de na maioria das vezes serem baseados em factos reais. Aqui é o caso. Uma história densa e poderosa, que deve ser um murro no estômago de todas as mulheres. Só nos mostra o quanto somos previligiadas por viver nesta época, com tantos direitos já conquistados. A violência a que eram sujeitas é revoltante. E nem sempre a violência é física. Vale a pena ver, sem dúvida.
 
 
 
 

domingo, 14 de abril de 2013

Procura-se Sagitário!


Quando fui às compras esta semana, deparei-me com as previsões astrológicas da Cosmopolitan e como sou uma apaixonada por astrologia (embora nem sempre acredite), trouxe o livrinho comigo.
Ontem à noite lá peguei nele para ver o que os astros me reservam para 2013 e encontrei aquela parte em que falam das compatibilidades entre signos. E qual não é o meu espanto quando constato que, segundo eles, o signo perfeito para ser o meu par amoroso é Sagitário! O que causa espanto é que nunca me envolvi com nenhum. Aliás, até me pus a pensar e acho que nem conheço ninguém do sexo masculino que seja Sagitário.
O que me leva a pensar que o fracasso no campo amoroso se deve a essa falta. Agora só me resta encontrar um homem Sagitário, solteiro e bom rapaz, para cumprir o meu destino. Ahahahah

sábado, 13 de abril de 2013

Olá Primavera!


Finalmente a querida Primavera deu um ar de sua graça e brindou-nos com um dia cheio de sol e temperatura amena. Até nos deixa mais felizes e bem dispostos ver o céu azul e sentir o calor do sol a aquecer-nos. Dá logo outro ânimo!
E com esta mudança súbita, é de ir passear. E foi o que fiz. Uma tarde bem passada em Aveiro, naquele shopping a céu aberto, que só é bom em dias como este.
O que nos faz logo suspirar por peças de roupa assim mais primaveris. Esta veio para casa comigo.


Uma coisinha básica e com um preço em conta. No Inverno não me apaixonei por nenhuma das opções que me piscavam o olho nas lojas, ou porque eram muito sem graça ou extravagantes em demasia. Agora nesta nova colecção, a coisa já mudou de figura. E este modelito já estava em vista e só não tinha vindo mais cedo, primeiro porque o tempo não convidava a coisas tão frescas e em segundo porque ainda não a tinha encontrado em preto. Hoje foi o dia e esta camisa fofinha já faz parte do meu armário.
Nada como um passeio no shopping para nos fazer felizes. Já para não falar na auto estima!
Agora é hora do cafézinho com a malta.
Enjoy your weekend!

sexta-feira, 12 de abril de 2013

O sonho comanda a vida



Já dizia António Gedeão. E os meus sonhos passam muito por viajar e conhecer o mundo. Desde o mais óbvio ao mais alternativo. Aqui encontra-se o óbvio, eu sei. Mas que posso eu fazer se o sonho da minha vida é ir a Nova Iorque? Só posso continuar a sonhar muito e esperar que chegue o dia em que isso se torne possível.
Sendo assim, tenho de ir pensando em sonhos mais acessíveis, como Londres ou Madrid ou Barcelona. Tudo cidades que não me importava nada de conhecer e que estão bem mais perto.
E Paris não está na lista porque já tive o prazer de passear pela capital francesa, numa visita guiada completa, com Versailles incluído.
Como dá para perceber, os destinos que mais me atraem são os cosmopolitas. As grandes cidades, de preferência com muitos marcos históricos e modernos também.
Enquanto não entro no avião, cá vou imaginando tudo o que quero conhecer. Tenho de estar preparada para quando esse dia chegar ;)

De loucos!


É o que esta semana tem sido, de loucos. Tem sido assim desde o fim de semana, do qual já vos falei.
E ainda por cima isto nem sequer se traduz em resultados.
Compromissos atrás de compromissos mas que nada têm a ver com o trabalho. Antes tivesse que era bom sinal. Porque aqui pela terrinha, a crise está tão enraizada que as pessoas nem se dão ao trabalho de aceitar novas propostas ou novos meios de dar a volta à situação. É frustrante e desmotivador.
Sei que não me devia deixar influenciar por essas coisas, mas acho que é inevitável. Apesar de acreditar neste projecto, não vejo que me vá safar dentro do mesmo.
E como eu preciso de me safar!
Pode ser que consiga fazer um curso interessante entretanto. Aqui pela zona, segundo me disseram, estão a abrir vagas para cursos em várias áreas e como gostei da ideia de enriquecer o meu currículo, vou-me inscrever.
Agora é esperar que eles arranquem mesmo e preparar-me para aprender coisas novas.
Pelo meio cá contínuo à procura de um emprego decente, que é coisa cada vez mais difícil de encontrar; e da Primavera e do sol que teimam em não dar ar de sua graça. Com este tempo chuvoso não há optimismo que resista. E como precisamos dele, por esta altura!

quarta-feira, 10 de abril de 2013

A melhor vingança!



Apesar de não ser pessoa de ignorar assim tudo e mais alguma coisa, tenho de concordar que é o melhor remédio. Principalmente quando estamos a lidar com pessoas negativas, falsas e que só estão bem com o mal dos outros.
Por norma, o ideal seria não lidar com essas pessoas. Pelo menos na minha vida pessoal, não deixo que pessoas assim se cheguem perto e muito menos que se mantenham dentro do meu círculo de amigos. No entanto, noutros campos da vida não podemos fazer o mesmo. Então no profissional nem se fala. E nesses casos em particular, a fórmula mágica é mesmo o desprezo. Ignorá-las e ser muito, mas muito felizes. :)

terça-feira, 9 de abril de 2013

Filmes da Semana #2


A semana passada foi muito pobre em termos de cinema. Tive pouco tempo para me dedicar aos filmes da lista de espera e portanto só houve vaga para dois. Até parecia a semana da Jennifer Aniston. E logo ela, que não é actriz que me encha as medidas.

Ora aqui está um filme que me fez lembrar do motivo para não gostar da Jennifer Aniston.
A história é fraquinha, sem grande piada ou assunto.
Por incrível que possa parecer, o final foi a parte mais interessante.
 
Pelo contrário, este já teve muita graça.
A história é interessante, os desempenhos da Jeninha e do Jason Bateman são consistentes e desenrola-se de forma a nos deixar presos ao ecrã até ao final.
Aqui o fim é mais previsível, mas nem tinha como não ser.
Uma típica comédia romântica.
 

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Baptismo de sushi e sashimi



Ontem foi a noite da descoberta do mundo colorido do sushi. Finalmente convenceram a malta a experimentar o sushi, o sashimi e afins.
Agora percebo quando dizem que aquilo é caro. Está bem que era livre, ou seja, podíamos comer até nos fartarmos por 15,90€ mas as bebidas e sobremesas eram à parte.
Devo dizer que, tirando as entradas tipo espetadas de camarão e chamuças e crepe de camarão e panados de camarão (tudo de comer e chorar por mais), não fiquei fã de Japonês.
 
O sushi com aquela alga tem um sabor um bocado estranho (uns mais que outros é verdade) e o sashimi não me deixou a salivar por mais. Isto de comer salmão e atum e robalo, tudo em cru, não é uma ideia agradável. Mas fui corajosa e provei tudo. Come-se, não sabe assim a nojo como à primeira vista podemos pensar, mas não faz as minhas delicias.
Continuo a preferir coisas cozinhadas. Já para não dizer que fiquei triste porque, ao contrário do Chinês, lá não fazem gelado frito. Que pena!

Depois a noite foi até de manhã em Matosinhos, na Chill Out com direito a Operação Stop e tudo.
O que vale é que somos todos uns meninos bem comportados e responsáveis que não bebem até cair quando estão a conduzir.
Um fim de semana em cheio e que me deixou mais cansada do que já estava.
Agora é carregar baterias.

sábado, 6 de abril de 2013

Buzz tonight



E o programa para hoje é uma grande partida de Buzz. O jogo que testa o nosso conhecimento, a nossa cultura geral e a nossa rapidez e agilidade também.
Eu que nem sou muito dada a jogos de consola, me declaro viciada neste jogo. É daquelas coisas que dá para passar horas e horas de comando na mão.
Mas antes disso, ainda tem Hóquei em Patins às 18 horas, seguido de jantar com a malta.
Uma noite calminha é o que se espera.

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Like it if you can


Então e esses likes congelaram nos 23??
Vamos lá, meninos e meninas. É só pôr um like na página do Facebook aqui do estaminé.
Não custa nada e não dói, podem crer.
É hoje que isto anima?
Estou a contar com vocês! Não me deixem ficar mal :p

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Guia para escapar ao inspector



Depois da polémica das facturas e de fazer de cada contribuinte um fiscal em acção, temos também sobre cada um de nós o espectro dos fiscais que nos podem multar à saída de qualquer estabelecimento se não tivermos connosco a respectiva factura do que consumimos.
Aqui ficam algumas dicas para não sermos apanhados desprevenidos, porque imagino que nem toda a gente exija factura por um simples café e ainda menos que quando nos entregam a mesma a levemos para casa. Eu, pelo menos, não o faço e, quando me dão, fica por lá mesmo porque lixo a minha mala já tem que chegue.

Trabalhar na Disney!


Ora cá está mais um daqueles empregos de sonho para muito boa gente. Para mim, pessoalmente, nem por isso. Mas se falarmos de ordenados de 1500€ a 2700€, aí já me faz sonhar e muito.
Se a isto acrescentarmos alimentação e alojamento incluídos, então ainda mais interessante se torna.
Claro que para quem for apaixonado pelo universo da Disney e pela sua fábrica de sonhos isto está para lá de maravilhoso.
Falando de factos, a Disney Cruise Line estará em Lisboa, em finais de Maio, para recrutar tripulação na área da restauração para os seus navios.
Segundo o Público, existem cerca de 30 vagas para empregados de mesa e bar e os contratos serão de seis meses, renováveis e com seguro de saúde garantido.

Os requisitos obrigatórios são:

1. Ter mais de 21 anos.
2. Falar inglês fluentemente.
3. Mínimo de dois anos de experiência "full time" como empregados de mesa ou de bar em restaurante ou hotel.

Todos os interessados que cumpram os requisitos deverão enviar currículo em inglês com foto para  cruise@internationalservices.fr.  Posteriormente serão contactados para proceder à marcação da entrevista presencial.
Podem consultar a informação completa, aqui.

Será este o vosso emprego de sonho? Então, vá, façam-se à vida e rumem aos cruzeiros familiares da Disney!

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Sexo: antes ou depois do Amor?


A resposta perfeita seria certamente antes, durante e depois. No entanto, como não vivemos num mundo cor de rosa (nem perto disso), a verdade é que não é assim que as coisas acontecem.
Costumo ler com alguma frequência no Facebook de algumas pessoas uma frase sobre o assunto: "Desde que o sexo ficou fácil, encontrar o amor ficou mais difícil."
Não concordo. Acho que não é o facto de o sexo ser, finalmente, encarado como uma coisa normal e importante na nossa vida que amamos menos.
Nem tão pouco me parece justo porem as culpas nas mulheres que hoje em dia são consideradas mais levianas, única e exclusivamente, porque assumem que gostam de sexo e que é fundamental ter uma vida sexual saudável.

Apesar de não me considerar assim muito experiente no que ao amor diz respeito (suspeito que nunca passarei de aprendiz), já vivi ambas as situações.
Quando aos 16 anos me apaixonei pela primeira vez, de forma arrebatadora como é própria da idade, o sexo não fazia parte da minha vida. Era uma menina, cheia de sonhos e ideias, mas na prática sabia muito pouco. O que é certo é que amei muito e durante imenso tempo a dita pessoa. Primeiro sem sexo à mistura, e só passados dois anos é que cedi às investidas. Não amei mais por isso. Mas foi um momento único porque sexo quando se ama tem sabor a céu. E quando passados outros dois anos dei por encerrada essa história, fiquei com um universo de bons momentos e boas recordações que tornam insignificantes tudo o que de mau vivi durante esse tempo. Aqui o sexo veio muito depois do amor se ter instalado.

Depois disto acho que não voltei a amar. E muito por culpa minha, admito. Estive perto, muito perto, mas fugi sempre que senti estar prestes a entrar num caminho sem volta.
Desengane-se quem pensa que isto aconteceu muitas vezes. Conto duas, nos últimos 6/7 anos.
Até sou sentimental, mas acho que tenho uma camada de gelo que cobre o coração que me torna inacessível à primeira vista. É preciso tempo e dedicação para abanar as minhas estruturas.
Pelo menos sempre assim foi até ao ano passado. Por essa altura, o sexo veio primeiro. Quase que de surpresa. Já nos conhecíamos e éramos até amigos. Mas desde o primeiro beijo até à primeira noite passaram dois ou três dias e senti quebrarem-se barreiras em mim que demorei anos e anos a fio a construir. Aquela pessoa abanou o meu mundo. Não sei se seria amor, mas ele fez-me desejar descobrir e explorar até onde poderíamos ir nessa viagem. Infelizmente foi unilateral e ele não mostrou estar no mesmo comprimento de onda que eu estava. Talvez o sexo antes do sentimento tenha-me feito ver e sentir coisas que não eram reais. Que só estavam a acontecer na minha cabeça.

Não acho que tenha de existir uma regra neste caso. O amor pode existir e ser sublimado pelo sexo. E também pode enfraquecer o amor e levá-lo ao seu fim. Como o sexo pode vir antes e descobrir-se que não passou de um caso do momento. Mas também pode-se revelar e a partir daí nascer uma bela história de amor.
No fundo, tudo depende da nossa disponibilidade para amar. De nos abrirmos e dar espaço para que a outra pessoa nos conquiste. E que essa pessoa esteja tão disponível quanto nós. Mais do que pessoas certas, é preciso o timing certo.

Troika de Livros


Mais uma vez, nas minhas andanças pelo universo imenso do Facebook, deparei-me com um site super interessante e que pelos vistos já cá anda há algum tempo.
O que é certo é que só agora é que descobri a Troika de Livros. O que é, perguntam vocês? Pois que é precisamente um site onde podemos vender, comprar, doar ou trocar os livros que temos parados em casa. De todos os géneros e feitios. Podemos inclusive fazer uma lista dos livros que nos interessam e esperar que alguém os coloque para venda ou até que nos ofereça.
 
A mim pareceu-me uma ideia brilhante até porque estamos a falar de TODO o tipo de livros. Para uma pessoa como eu, que tem mais livros em casa do que algum dia terá euros no banco, parece-me uma iniciativa extraordinária. É verdade que também sou daquelas pessoas que tem uma relação afectiva com os livros. Que gosto de os ter, de olhar para eles nas prateleiras e ir revisitá-los de vez em quando, como quem vai visitar um amigo de longa data. No entanto, do mesmo modo que tenho livros dos quais dificilmente me separaria, também tenho outros que não me interessam minimamente. Sejam porque foram herdados, seja porque foram oferecidos, seja porque os temas não me aliciam ou até aqueles da época da escola que já não me são úteis e que ainda poderão servir a alguém.
 
Tenho de tudo um pouco cá por casa e sou incapaz de colocar no lixo qualquer livro que seja. Mas agora saber que irão parar às mãos de outra pessoa que irá gostar dele e fazer bom uso das palavras que ele contém, isso já é uma ideia que me agrada.
E em época de crise, como todos sabemos, uns trocos a mais são sempre bem vindos!
Tenho a certeza que também vocês têm livros que podem transformar em dinheirinho, por isso o que acharam da ideia?

O link para o site está lá em cima e podem aceder ao Facebook da Troika de Livros, aqui.


terça-feira, 2 de abril de 2013

Vai uma tripa?



Ai que bem que me sabia agora uma coisa destas.
Para quem não conhece, esta iguaria é conhecida por tripa de ovos moles com canela em pó. Mas pode ser de vários tipos de chocolate, sendo que a minha favorita (além desta) é a com After Eight.
Não sei se existe noutros locais do país, mas foram-me apresentadas aqui no Norte, mais concretamente no Furadouro, em Ovar. E devo dizer que, aqui na região, ninguém faz melhores.
Não andasse eu nas ruas da amargura (sem um tostão) e seria lá que iria tomar café esta noite.
Como ainda não comecei a lucrar, tenho de me contentar em sonhar e esperar pro mês que vem, quem sabe, se isto tudo correr melhor que o último.

Está na hora


E agora que acabou a época de Páscoa em definitivo, está na hora de meter mãos ao trabalho.
Começa esta tarde a minha saga de bater portas, mas desta vez em espaços de comércio e coisas que tal.
Vamos lá ver como isto corre, que preciso de dinheiro com urgência!
Vou ali e já venho, mas só mais logo ;)

segunda-feira, 1 de abril de 2013

As mentiras no Dia das Mentiras



Estas estatísticas, que não sei se são comprovadas ou um mero exercício de probabilidade, são de extrema importância e oportuna num dia como hoje, 1 de Abril, Dia das Mentiras.
A verdade é que ninguém precisa de uma data que autorize as mentiras. Todos fazemos uso deste recurso. Seja por piedade, para não magoar alguém. Seja por interesse próprio, para desviar as atenções da verdade que escondemos. Seja por comodismo, pois às vezes é mais fácil usar uma mentira rápida do que explicar uma longa verdade.
 
É nesta última categoria que acho que se encontra a dita mentira mais comum: "Estou bem".
De facto, acho que todos nós, em algum momento ou com determinadas pessoas, já o fizemos.
E nem acho que seja assim tão mau. Às vezes é uma questão de amor próprio e de nos defendermos de quem não nos quer bem. Quando "estamos bem" somos alvos menos fáceis de atingir do que se expormos claramente e a todos os nossos maus momentos ou as nossas fragilidades.
 
O problema é quando esta mentira comum se torna diária e continuada. Torna-se numa máscara que se usa para esconder tudo o que nos magoa, tudo o que nos atormenta. Muitas vezes é assim que se esconde uma depressão. E é por isso que é preciso estarmos atentos aos que amamos. Para percebermos a diferença entre um "Estou bem" sincero e o outro de mentira e engano. É certo que em casos sérios não podemos fazer muito se a pessoa não quiser ser ajudada. Mas muitas vezes a falta de atenção que essas pessoas sentem por parte dos que os rodeiam alimenta ainda mais a depressão e o isolamento. Ao passo que sentir que alguém percebe que não estão assim tão bem, que os conhece e se preocupa de verdade é sempre um incentivo a sair do buraco negro que essa doença é.

Mas hoje é dia de aproveitar que, como no Carnaval, ninguém leva a mal.
E olha que a malta está inspirada este ano. Até a Olá veio anunciar que não irá vender mais Cornetos.
Só mesmo os muito distraídos para acreditarem...