expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Subscreve a Newsletter Semanal

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Porquê essa ânsia de mudança?



Não me interpretem mal. Eu até gosto bastante de mudanças. Regra geral, são importantes e fazem-nos evoluir e crescer e essas coisas todas. Aliás, já aqui partilhei desde mudanças de visual até mudanças de vida. Acredito que existem momentos na nossa vida, que é preciso mudar e procurar outros caminhos. 

No entanto, não é desse tipo de mudança de que me venho queixar, hoje. Nos últimos dois meses tudo se lembrou de mudar. Em primeiro lugar, falo do novo Windows 10. Durante longos meses, aparecia-me a pergunta mais aborrecida de sempre. Sempre a perguntar se queria actualizar para o novo Windows. E a pessoa lá ia ignorando aquilo e dizendo claramente que não desejava a mudança. 

Quando de repente, sem ser tida nem achada, o meu computador ganhou vida própria e começou a actualizar sozinho. Até perceber o que se passava, até me assustei e pensei que o meu portátil tinha entrado em colapso. Depois lá percebi que se tratava da tal actualização que sempre disse que não desejava. 

Mais recentemente, foi esta nova alteração nas páginas no Facebook. Qual não é o meu espanto, quando vou consultar as notificações na Página do Blog, e vejo que está tudo diferente. E devo dizer que não considero que tenha sido uma mudança para melhor. Na minha opinião, as páginas tinham muito melhor aspecto antes desta inovação, não concordam?

A gota de água, que levou a este post, foi o meu mail. É verdade que até já me rendi ao tão bem-amado Gmail, mas ainda mantenho a minha conta pessoal, velhinha, no actual Outlook. E os fulanos lembraram-se de alterar aquilo tudo também e a pessoa até fica baralhada com tanta mudança sem aviso. 

Será que alguém me consegue explicar esta ansiedade que todos parecem sofrer de mudar, sem apelo nem agravo? Parece que só importa a mudança, sem se ponderar os prós e os contras. Apenas a mudança para se fazer disso notícia ou se fazer notado. Só tenho a dizer que, na parte que me toca, dispenso bem este tipo de mudança e, como tal, espero não ter mais surpresas do género nos meses próximos. 

2 comentários:

  1. Tb não sou mt a favor desse tipo de mudanças! E a verdade é que, muitas vezes, a mudança é feita só para dizer q se fez qualquer coisa, que se inovou, quando, na verdade, nem sempre é para melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No caso destes três exemplos, devo dizer que não considerei ter sido em nada para melhor. É o mundo em que vivemos, não é mesmo?

      Eliminar

Obrigada pela visita e pelo comentário. Terei todo o gosto em responder muito em breve.
*Não esquecer de marcar a caixinha para receber notificação quando a resposta ficar disponível.
Até breve!