quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Com amor...



Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus braços...

Quando me lembra: esse sabor que tinha
A tua boca... o eco dos teus passos...
O teu riso de fonte... os teus abraços...
Os teus beijos... a tua mão na minha...

Se tu viesses quando, linda e louca,
Traça as linhas dulcíssimas dum beijo
E é de seda vermelha e canta e ri

E é como um cravo ao sol a minha boca...
Quando os olhos se me cerram de desejo...
E os meus braços se estendem para ti...

Florbela Espanca
in "Charneca em Flor"

 

Apesar de não ser apreciadora da data e ter sérias reservas de todos os casais que só se lembram que se amam neste dia e que precisam de muito público para as suas declarações de amor eterno; não poderia deixar passar o dia em branco e por isso aqui fica um poema da eterna apaixonada Florbela Espanca. Quem como ela para falar de amor?
Amem-se de verdade e todos os dias! Feliz dia dos namorados! Feliz dia de São Valentim!
(E que passe depressa, para bem da minha sanidade mental!)

Sem comentários:

Obrigada pela visita e pelo comentário. Terei todo o gosto em responder muito em breve.
*Não esquecer de marcar a caixinha para receber notificação quando a resposta ficar disponível.
Até breve!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...