expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Subscreve a Newsletter Semanal

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Desafio de Cinema (43-52) - Nacional



Cá estamos para mais uma edição do Desafio de Cinema, com um tema que muito me apraz: Cinema Nacional ou Cinema Português. Infelizmente, não temos uma Indústria Cinematográfica em Portugal e, mesmo assim, faz-se muita coisa com qualidade. No entanto, usa-se muito a desculpa de que não existe dinheiro ou público e muitos são os que desistem dos seus projectos. 

E foi por isso mesmo que decidi escolher um filme que ainda não vi, que quero muito ver, e que não teve qualquer apoio do Estado, qualquer subsídio. Foi fruto da obstinação de algumas pessoas e do trabalho de actores de talento, sem quantias milionárias pelo meio, com o mínimo de recursos e no mais curto espaço de tempo possível. 

Para os mais distraídos que ainda não perceberam qual o filme da semana, irei sugerir-te o mais recente filme realizado por Diogo Morgado, Malapata. É uma comédia, estilo pouco explorado em português, e que junta um elenco mesmo muito interessante e com personalidades inesperadas, como Luís de Matos e Ana Malhoa. 

Pela parte que me toca irei tratar de colmatar a minha falha e ver este filme o mais rápido possível, e tu? Já conhecias este filme? Qual a tua opinião? 


Sinopse
Malapata retrata a história de dois homens que vivem a experiência que quase todos nós em algum dia fantasiámos ter: ganhar a Lotaria. Uma comédia leve, em registo real e em torno de dois indivíduos que, de um dia para o outro, vêem as suas vidas dar a maior das voltas ao ficarem alegadamente milionários, e que, levados pelo entusiasmo, fazem as maiores e mais disparatadas excentricidades. Sorte... ou falta dela, a verdade é que tudo estará prestes a mudar para estes dois heróis. A partir do momento em que percebem que são vítimas de uma estranha e inexplicável Malapata. 

Os mais bizarros e infortúnios azares quase lhes acaba por custar a vida. Que Malapata é esta? Por que é que isto lhes está a acontecer? Carlos e Artur vão perceber que isso será talvez o início do fim. Pelo caminho percebem também que as melhores coisas da vida não se compram. 


Acompanha o Desafio de Cinema - 52 Filmes em 52 Semanas e vê os próximos temas. 

Sem comentários:

Obrigada pela visita e pelo comentário. Terei todo o gosto em responder muito em breve.
*Não esquecer de marcar a caixinha para receber notificação quando a resposta ficar disponível.
Até breve!