expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Subscreve a Newsletter Semanal

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

#Livros - Uma vida ao teu lado, de Nicholas Sparks


 
Sinopse
Quando Sophia Danko conhece Luke, algo dentro dela muda para sempre. Luke é muito diferente dos homens ricos e privilegiados que a rodeiam. Através dele, Sophia conhece um mundo mais genuíno e puro do que o seu, mas também mais implacável. Ela tem uma vida protegida. Ele vive no limite. À medida que se descobrem e apaixonam, Sophia encara a possibilidade de um futuro diferente do que tinha imaginado. Um futuro que Luke tem o poder de reescrever... se o segredo que o atormenta não os destruir a ambos.

Não muito longe, algures numa estrada escura, um desconhecido está em apuros. Ira Levinson tem 90 anos e acabou de sofrer um acidente de carro. Ao tentar manter-se consciente, Ira sente a presença de Ruth, a sua mulher que morreu há 9 anos, materializar-se a seu lado. Ela encoraja-o a lutar pela vida, relembrando a história de amor que os uniu. Ira sabe que Ruth não pode estar no carro com ele mas agarra-se às suas delicadas memórias, revivendo as tristezas e alegrias que definiram a sua paixão.

Ira e Ruth. Sophia e Luke. Dois casais com pouco em comum, cujas vidas vão cruzar-se com uma intensidade inesperada nesta celebração do poder do amor e da memória.
Uma viagem extraordinária aos limites mais profundos do coração humano pela mão de Nicholas Sparks.
 
Opinião 
Ao mesmo tempo que nos fala do Holocausto e da fuga dos judeus, ou pelo menos daqueles que perceberam a tempo os perigos que se avizinhavam, para a América, conta-nos uma bela e longa história de amor, partilha e admiração mútua. Enquanto isso, numa linha paralela, um amor novo é-nos apresentado, com todas as descobertas e obstáculos próprios dos amores que nascem.

Até que as duas histórias se cruzam e tudo passa a fazer sentido, todas as respostas surgem gradualmente e importantes lições sobre a vida e o amor são partilhados. Pelo meio, a arte moderna americana e uma colecção desconhecida e de valor exorbitante, na verdade, de valor incalculável para aqueles que lhe deram forma ao longo de mais de 50 anos.

Mais uma história lamechas, como Nicholas Sparks já nos habituou. No entanto, e como sempre, o autor toca pontos sensíveis e, diria eu, fundamentais para levar a bom porto uma relação de longos anos, sem nunca perder o amor que se sente pelo outro. Nos dias de hoje, uma realidade mais rara.

Novamente o autor toca no tema da velhice e dos idosos, e dos amores que duram toda a vida e, por isso, foi inevitável lembrar-me da história mais bonita de sempre, da qual já falei aqui, por exemplo. Talvez por esse motivo, tenha gostado ainda mais deste livro, mas o que é certo é que gostei.
 
"Há nove anos que tenho saudades dela e desejo ter sido eu a morrer primeiro. Ela teria continuado a viver melhor do que eu, teria sido capaz de seguir em frente. Sempre foi mais forte e mais inteligente e melhor em tudo, e volto a pensar que, dos dois, fui eu que fiz a melhor escolha, há tantos anos. Continuo a não perceber porque é que ela me escolheu. Enquanto ela era excecional, eu era mediano, um homem cujo grande feito na vida foi amá-la sem reservas, e isso nunca mudará."
 
Podem encomendar o vosso exemplar aqui, com portes de envio grátis.

2 comentários:

  1. Adorei! gosto de saber das novidades , e de poder comentar acerca das minhas preferências. Até breve!

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita e pelo comentário. Terei todo o gosto em responder muito em breve.
*Não esquecer de marcar a caixinha para receber notificação quando a resposta ficar disponível.
Até breve!