expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Subscreve a Newsletter Semanal

domingo, 23 de novembro de 2014

Sócrates não é ganancioso



Sim, isto é um elogio.

Já desde há longos anos que oiço a mãezinha a dizer que este homem, pseudo Engenheiro José Sócrates, é um grande gatuno que se fartou de participar em inúmeros negócios pouco claros e que apesar de ter estado presente em diversas investigações, nunca havia sido verdadeiramente acusado de coisa nenhuma.

Pois que imaginem a reacção da acima citada mãezinha quando ligou a televisão no Sábado e viu que o homem havia sido preso no aeroporto, quando cá chegou vindo de Paris. É isso mesmo, até ao meu quarto veio, mesmo sabendo que estava a dormir e não gosto nadinha de ser incomodada antes da hora de ter de acordar. Até eu fiquei meio apardalada pelo sono e pela notícia. Nem fui capaz de reclamar por me acordar mais cedo.

Os que são contra o nosso antigo primeiro-ministro, estão felizes e já contam com a condenação. Os seus defensores, tentam a medo dizer que isto ainda não prova a culpa do homem, que todos são inocentes até se provar o contrário, mas sempre sem muito entusiasmo para não se comprometerem demasiado caso a coisa dê para o torto e ele fique lá pelo xelindró de verdade.

Pessoalmente, sempre lhe reconheci algumas qualidades mas nunca mereceu a minha confiança, por todas as meias verdades, meias mentiras que acumula no seu currículo. No entanto, sinto que o nosso país se encontra bem encaminhado nesta coisa de fazer Justiça, sem olhar à importância dos suspeitos. Falta saber se estes não são apenas os bodes expiatórios, atrás de quem se escondem os maiores e grandes culpados da corrupção que por cá tem andado camuflada.

Mas, é preciso reconhecer a qualidade que lhe descobri com todas estas suspeitas. Não sei se roubou, se participou em negócios ilícitos ou qualquer outra actividade manhosa, mas o que é certo é que o seu património está muito acima do que seria normal, dadas as funções que desempenhou ao longo do seu percurso e as respectivas remunerações. Contudo, desde que deixou de ter funções ao leme do nosso país, nunca reclamou a subvenção vitalícia a que tinha direito. Mostra que não precisava, é certo, mas também mostra que não é assim tão ganancioso.


2 comentários:

  1. Seja ele o que for, está lá muito sozinho pois ainda tem muitos "amigos" para lhe fazer companhia.
    Eu acho que ele foi tramado por quem não se queria tramar, pura e simplesmente.
    Há bem piores há solta...
    Se me acordassem para dar essa notícia, ai ai ai ai ai....
    Aliás... Se me acordarem seja para o que for...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, também sou dessas. Mantenham-se longe quando estou a dormir!

      Eliminar

Obrigada pela visita e pelo comentário. Terei todo o gosto em responder muito em breve.
*Não esquecer de marcar a caixinha para receber notificação quando a resposta ficar disponível.
Até breve!