segunda-feira, 26 de junho de 2017

Desafio de Cinema (30/52) - História de um Artista



Ainda agora estamos em Junho e a silly season já se instalou. Não que os assuntos parvos tenham invadido o nosso blog. Nem tão pouco seja falta do que escrever, pois tenho um calendário com conteúdos para um mês. É mais uma crónica falta de tempo para dedicar à produção de conteúdos e tudo o resto que isso implica. 

As férias nunca mais chegam e a vida social tem atingido níveis só comparáveis com o calor que se tem sentido. No entanto, há mínimos que precisam continuar a ser cumpridos. Como é o caso deste Desafio de Cinema que tanto prazer me dá todas as semanas. Assim, chegamos à semana número trinta, onde tenho de escolher um filme que conte a história de um artista. 

Este é um género que muito me agrada, tanto em livro como no cinema. Tenho uma particular predilecção por biografias e histórias baseadas em factos verídicos. Já assisti a imensas histórias biográficas sobre alguns dos maiores artistas mundiais, cada uma melhor do que a outra. Contudo, a escolha para o filme desta semana foi imediata e das mais fáceis de que me recordo. 

Aliás, já tive oportunidade de falar ligeiramente sobre ele aqui, logo após ter assistido ao filme La vie en rose. Um filme que retrata a vida atribulada de uma voz ímpar do panorama musical, Edith Piaf. A sua infância difícil, a ascensão até ao estrelato, os desgostos amorosos e o declínio provocado pelo seu temperamento e pelos comportamentos destrutivos. 

Desengana-te se pensas que vais ver um filme ligeiro, com grande destaque na música. Esta também está muito presente, como não podia deixar de ser, mas na maior parte do tempo é um filme que incomoda. Que nos deixa em permanente angústia e com um sabor amargo pelo talento que se desperdiçou, a paixão que não foi totalmente aproveitada, com a sua morte tão prematura. 

Já conhecias este filme? E a grande Edith Piaf, sabes quem foi? 

  
Sinopse
Marcado por uma espantosa representação de Marion Cotillard, La vie en rose revisita a extraordinária vida de Edith Piaf e desvenda a alma de uma mulher frágil e com uma voz imortal. 
Desde a infância à glória, dos bairros de lata de Paris até às luzes da ribalta em Nova Iorque, o percurso de vida de Edith Piaf foi uma batalha constante para cantar, viver e amar. A sua voz magnífica, os seus romances ardentes e as amizades que tinha com grandes nomes da época fazem de Edith uma figura mítica conhecida em todo o mundo.


Podes acompanhar o Desafio de Cinema - 52 Filmes em 52 Semanas e vê os próximos temas. 

Sem comentários:

Obrigada pela visita e pelo comentário. Terei todo o gosto em responder muito em breve.
*Não esquecer de marcar a caixinha para receber notificação quando a resposta ficar disponível.
Até breve!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...