quarta-feira, 31 de julho de 2013

Querido carro,


Já percebi que gostas de mimos. Gostas que gaste dinheiro contigo. E, certamente, percebeste que vou receber o meu primeiro ordenado deste novo emprego amanhã. Sim, é verdade, mas isso não é motivo para te apressares a arranjares onde empregar o dinheiro. Não te preocupes que quanto a isso as lojas esperam por mim. E o frigorífico também. E o teu depósito porque infelizmente não andas a água. Não era de todo necessário inventares essa cena de desfiar o cabo da embraiagem. A sério que não!

Mas já percebi a mensagem e amanhã já vou sem falta tratar disso e comprar o que te faz falta. Só te peço, por favor, não pressiones. Aguenta umas horas. É que para satisfazer os teus desejos, é preciso que me permitas chegar em segurança ao escritório onde o patrão me irá pagar. Depois preciso chegar à loja das peças para comprar o dito cabo. Claro que também vou precisar de trabalhar um pouco. Mas é só mesmo um pouco! Em seguida, a única coisa que fica a faltar é chegar a casa onde a pessoa indicada irá fazer aquilo que eu não posso fazer em condições de forma alguma. Percebeste agora?
Não temos alternativa, ok? Faz um esforço. É só amanhã.

Não me queiras ver chateada, tá? Olha que ainda chego à conclusão que não compensas as despesas que andas a dar e troco-te por outro! Eu já me habituei a gostar de ti, portanto não me faças uma coisa dessas!

Tens a noite toda para ponderar no assunto. Vê lá bem a tua vida. A nossa.
Até amanhã, carrinho do meu coração.

terça-feira, 30 de julho de 2013

A novela Pedro & Kelly


Agora que o Big Brother terminou e como ainda não se iniciou novo reality show, era de prever que as capas das revistas seriam inundadas pelos finalistas que ainda não tinham dado o ar de sua graça e da palavra na primeira pessoa.
O que para mim é de estranhar são as capas completamente contraditórias desta semana.

Como a minha mãezinha gosta de passar o tempo com estas revistas do cor de rosa, costumo comprar algumas publicações do género e, claro, dou sempre uma vista de olhos para me manter a par das cusquices nacionais.
Pois que ontem comprei uma revista onde afirmava que o gato do Pedro Guedes era um pai desnaturado que ainda nem sequer tinha tido a preocupação de ir visitar a filha pois não largava a brasileira Kelly.
Hoje, nova revista nas bancas, e mais uma manchete com este casal maravilha - que promete encher muitas mais, pelos vistos. Nesta afirmam que o dito Pedro Guedes abandonou a Kelly para estar com a filha no domingo.

E com tanta especulação em volta destes dois, será um espanto se esta relação sobreviver.
É que já vi a coisa dar para o torto por bem menos... E com dois monumentos como estes dois, não deve faltar quem os queira ver de volta ao mercado...

domingo, 28 de julho de 2013

Saldos na Zara


Agora que estou em contagem decrescente para o fim do mês, permiti-me fazer uma visita pela loja online da Zara para constatar as coisas giras que ando a perder. E para alimentar também a minha esperança de encontrar alguma coisa boa, bonita e barata que me venha fazer companhia cá para casa.

Devo dizer que, pelo menos na loja online, a oferta não é muita. Ficaram estes debaixo de olho:


Vamos lá ver se ainda irei a tempo. Mas, mais não seja, os sapatinhos têm de vir comigo!
E a vossa corrida aos saldos? Tem corrido bem? ;)

sábado, 27 de julho de 2013

Ai, os 18 anos


Ontem foi dia de trabalho, como já é habitual, no entanto, à noite não pude comparecer por estas paragens porque tive um jantar muito importante.
Um puto que vi crescer e passar de selvagem a rapaz (quase) normal comemorou ontem os seus dezoito anos. A entrada oficial no mundo adulto com todas as coisas boas e más que isso implica. Muito embora imagine que neste momento ele só tenha consciência das boas.

Fazer 18 anos devia ser uma coisa proibida de partilhar com malta mais velha. Devia ser comemorado em segredo, por forma a não afrontar quem por lá já passou e sente a passagem dos anos com um aumento de velocidade extraordinário.
Saudosismo à parte, claro que fico muito contente por ver um rapaz que, nesta altura, poderia ser mais um marginal da nossa sociedade, ter-se revelado capaz de mudar e optar pelo caminho correcto.
E sinto-me muito feliz por fazer parte desta festa que foi a noite de ontem.

A parte boa de ir socializar com putos, e que nunca me tinha ocorrido, é que eles sentem um enorme fascínio pelas mulheres mais velhas e com outra experiência de vida.
Claro que não tive intenção de flirtar nem tão pouco me enrolar com nenhum miúdo, mas confesso que é uma massagem ao ego verificar o poder que podemos exercer sobre as camadas mais jovens.

Foi uma noite muito divertida, com muita animação, muita música, muita dança e muitos risos e gargalhadas.
Apesar de hoje estar quase sem voz (coisas da idade, está visto), e de sentir que preciso de dormir umas doze horas para recuperar os estragos, sinto que valeu a pena. E isso é o mais importante!

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Apresento-vos


NINA!
A cadela mais fofa do mundo e arredores!
Coisa mai-linda da sua dona!

História de Verão


Qual será a deste?
A minha ainda não descobri.
E vocês? Já encontraram o enredo? E os protagonistas?
Contem-me tudo para ver se me animo para este meu Verão que não passa do mesmo!

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Happy again


Ainda dizem que o problema não é da segunda feira...
Bem, até pode nem ser. Mas lá que não é hábito serem dias brilhantes, isso não.
E hoje, terça feira, as coisas já correram BEM melhor!
A boleia prometida chegou para me levar ao trabalho.
O próprio do trabalho correu muito bem, tanto ao telefone como na rua.
Descobri que, muito provavelmente, ganhei 50€ pelo resultado da semana que passou.
Acrescenta-se a isso outros 25€ que certamente ganhei pelo dia de hoje.
E, para terminar em beleza, o meu carro está de regresso a onde pertence. A minha casa.

Melhor só se um príncipe - que nem precisava ser encantado nem chegar de cavalo branco - me batesse à porta para me salvar.
Mas não sou muito crente em milagres nem tão pouco em príncipes modernos. Como tal, já me dou por satisfeita por hoje.

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Sinto-me nua


E não é por falta de roupa no armário - embora uma corrida aos saldos me desse imenso jeito.
O que me faz sentir assim, como se não estivesse assumidamente no meu elemento, é a falta do meu veículo!
Também não foi caso de nenhuma avaria repentina nem nenhum assalto inesperado.
Isto foi resultado de uma ida a Aveiro para assistir a uma reunião, almoçar à conta do patrão e passar a tarde a trabalhar ao telefone pelo escritório de lá.
Pois que na hora de arrumar as coisinhas e rumar até casa, me deparo com o meu carro querido encerrado no parque onde parei e que não tinha ninguém quando cheguei e estava totalmente aberto.
Só nesse momento percebi que aquilo era propriedade da Junta de Freguesia e que os senhores se lembraram de fechar o estaminé e deixar-me sem meio de regressar a casa.
É com cada uma, pá! Só dá vontade de dizer "isto só a mim!"

O problema foi resolvido com uma boleia até casa e com a promessa de me virem buscar amanhã.
É nisto que dá uma pessoa sair de casa de manhã cedo numa Segunda feira para ir trabalhar!
Declaro que esta foi das piores, senão mesmo a pior, Segunda feira do ano!

domingo, 21 de julho de 2013

Drama ou comédia


Este nosso país tão calmo e pacífico anda numa roda viva. Parece que entrámos numa montanha russa e agora não paramos de dar voltas e mais voltas sem sair do mesmo lugar mas ficando, muitas vezes, de cabeça para baixo.
A minha mãe hoje acordou-me com a notícia de que teríamos eleições antecipadas.
Hoje, por esta hora, nos noticiários só se fala da notícia de última hora: Afinal não teremos eleições antecipadas.

Enfim, está difícil perceber qual o nosso rumo. Já não sei se temos um drama político. Ou se, no fim das contas, estamos a viver uma comédia política.

sábado, 20 de julho de 2013

Novo Visual


Agora que este cantinho tem uma nova cara, com novas cores sinto que se inicia um novo ciclo.
Estamos prestes a comemorar o primeiro aniversário e sinto como se tivesse começado ainda ontem.
Ainda sem saber muito bem o que escrever. Como escrever. E como chegar até vocês, desse lado.
Tem sido um prazer partilhar aqui algumas das coisas que me atormentam e outras que me fazem muito feliz. Projectos, sonhos e metas continuarão a fazer parte deste espaço pois farão sempre parte da minha vida.

Mas o melhor de tudo têm sido as pessoas fantásticas que tenho tido o privilégio de conhecer através da blogosfera. E, neste momento, a pessoa extraordinária que é a autora deste novo visual merece o meu mais sincero obrigada! Estou a falar da muito querida Jovem Atrapalhada. Tem sido um prazer conhecer-te e constatar que ainda existem neste mundo pessoas com tanta bondade e com tanto para dar. Espero que esta amizade nascida no mundo virtual, se torne tão real quanto possível.
E quero também que saibas que podes contar comigo sempre!

Agora venham de lá esses comentários aqui ao novo visual do estaminé! ;)

Quem de nós dois

 
Como já chorei a ouvir esta música.
Quantas vezes ela falava tão verdade.
Mas esse tempo passou e hoje quando a oiço só fica a saudade.
Não da pessoa que me maltratava o coração.
Não daquele amor.
Saudade de uma época em que eu sabia exactamente o que queria.
Sabia com precisão quem eu queria para mim.
Hoje, com tantos espaços vazios na minha vida e no meu coração, a saudade invade e ocupa-os.
Não é bom ser inundada por saudades, mas é muito bom ouvir esta música com sabor de passado.
Com sabor de primeiro amor.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

A Jade é que dança



De regresso ao Clone porque esta novela além de trazer a temática do destino de que já falei aqui, trouxe-nos toda a cultura árabe. Ou pelo menos um cheirinho dela. Com uns figurinos muito bonitos, com uma maquilhagem deslumbrante, no entanto, o que mais fica na memória são as danças.

E principalmente, quando Jade dança. E não foram poucas vezes. Mas esta, entre todas, é a minha favorita. Porque foi uma tentativa de a humilhar. Uma tentativa frustrada pela fibra e determinação que só o amor pode nos dar. Maysa achava que não foi feliz porque Jade sempre esteve presente no seu casamento com Lucas. Porém, Jade acreditava que só poderia encontrar a felicidade num amor que ela sentia estar no seu destino. Maysa cheia de mágoa e ressentimento e até ódio perdeu a olhos vistos para uma Jade inundada de amor e paixão. Com a certeza de que o seu amor sobreviveu a 20 anos de separação e, portanto, só poderia estar destinado a ser vivido em toda a sua plenitude.

Continuo sem resposta à eterna dúvida que nos assola, mas tenho a certeza que é muito mais fácil vencer na vida quando temos dentro de nós amor, amizade e bondade. O ódio e o ressentimento só servirão para nos atrapalhar e empurrar para trás.
Pena que tanta gente ainda menospreze o poder do amor...

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Tu és o lobo mau


Depois da Vida Loca da nossa querida Fanny, chega finalmente o hit deste Verão by Casa dos Segredos.
Rúben e Tatiana no seu melhor.
Não sei o que é pior. Se a letra básica ou a coreografia marada a tocar o ridículo.
Talvez seja mesmo a combinação.
Até tenho medo do que se seguirá depois disto...

segunda-feira, 15 de julho de 2013

SALDOS!!!!


Eis que se inicia hoje a melhor época do Verão. Os Saldos!
No entanto, até ao final do mês, não poderei investir o pouco dinheiro que me resta em roupa nova, bonita e barata. Preciso de poupar muito para conseguir continuar a trabalhar até ao tão desejado dia de São Receber.
Mas como a minha falta de sorte é muita, nem ponho os pés nas lojas até ter nas mãos notas para gastar. Não vá que me apaixone por alguma coisa que não posso comprar agora e quando lá voltar a peça dos meus sonhos se tenha esfumado. Assim só desejo o que estiver ao alcance dos meus olhos no momento e na hora exacta.

Ai, que chegue o fim do mês rápido para me perder entre as minhas perdições!

domingo, 14 de julho de 2013

O Clone


A era do You Tube é uma coisa fascinante. Absolutamente deliciosa. Permite-nos ouvir qualquer música apenas à distância de um click. Matar saudades do nosso vídeoclip preferido. Ou até mergulhar no saudosismo puro e rever toda uma série ou novela.
Como os mais atentos já repararam, houve uma época em que era viciada em novelas da Globo. Papava-as todas e em todos os horários. Claro que houve umas melhores que outras. Umas que marcaram tanto que nunca esqueço. Para mim, o melhor exemplo disso mesmo é O Clone.
Muitas são as vezes que vou matar saudades desta história e do amor da Jade e do Lucas.

Maktub. Estava escrito. Dá medo acreditar nisto mas, por outro lado, pode muito bem ser um conforto. Acreditar que o que nos está destinado nos espera em qualquer esquina e em qualquer momento. Que nada pode mudar esse destino. O problema surgirá quando não desejamos viver aquilo que o destino nos coloca à frente do nariz. Aí, com certeza, dará medo. E entra o famoso livre arbítrio.

Afinal de contas, seremos nós livres de escolher e escrever o nosso destino?
Ou simplesmente nos limitamos a cumprir um destino previamente traçado?

sábado, 13 de julho de 2013

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Confirma-se o pior


Mais uma vez a doença maldita ataca. Bem perto. Alguém muito estimado por todos.
Um homem que sempre viveu a vida ao máximo. Algumas vezes talvez no limite. Um fumador inveterado. Logo, não é de estranhar que a doença maldita aproveite este ponto fraco de um homem forte e se instale nos pulmões. Confirma-se hoje que é maligno.
Mas tenho a certeza que irá lutar como sempre fez ao longo da sua vida. E irá vencer esta batalha.
E cá estaremos deste lado para apoiar e festejar quando chegar a hora!

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Depois da noiva casada não falta quem queira casar


O ditado é antigo e como a maioria revela-se bem certeiro.
Depois de meses de silêncio absoluto e sem nenhuma perspectiva de trabalho a curto prazo, lá vem o antigo patrão lembrar-se da minha pessoa para fazer as férias da funcionária da loja. Precisamente quando já tenho emprego e já não faz falta este trabalho precário.
Para cúmulo, lembrou-se de mim depois de ter ignorado as minhas chamadas para saber se tinha decidido sobre alguma das coisas que tinha combinado comigo. É preciso ter lata!

terça-feira, 9 de julho de 2013

A mulher da vida dele



Hoje, cheguei à fantástica conclusão de que o meu ex namorado encontrou finalmente a sua alma gémea. A mulher certa para ele. Perfeita, diria eu.
E como cheguei a esta brilhante conclusão, perguntam vocês. E eu respondo, feliz e contente da minha vida. Descobri isto, não porque a conheça, mas porque bati os olhos nesta publicação que com vocês partilho. A minha salvadora, também conhecida por actual namorada do ex, partilhou esta querida frase e ele colocou um gosto. Como poderia ele não gostar?? Deve ser uma das frases que mais ouvi nos últimos meses da nossa relação. Encaixa como uma luva.

Sendo assim, sou obrigada a concluir que ele encontrou a mulher certa para o fazer feliz. E que é desta que posso festejar. Porque acredito que é desta que vai-me deixar em paz e sossego e esquecida cá no meu canto.
Assim espero...

E começa tudo outra vez!


E está dada a partida para mais uma semaninha de trabalho.
Os prémios e incentivos já foram lançados. E posso ganhar, durante esta semana, a módica quantia de 125€. E o jeito que davam estes euros antes do fim do mês. Portanto, só me resta arregaçar as mangas e dar ao pedal.

Nos entretantos que antecederam o dia de trabalho, ainda houve tempo para um almoço de convívio com a malta de Aveiro e para receber uma prenda fofinha de um comercial a quem dei trabalho e conseguiu sair de lá com uma venda! Mas amanhã tiro foto e mostro-vos a coisa mais linda que me deram.

Vamos ao trabalho! Bem, não é propriamente agora, já, imediatamente. Só amanhã que ainda tenho direito ao descanso merecido. ;)

domingo, 7 de julho de 2013

Está tudo em off


Até na blogosfera se notam os efeitos deste calor. Não só pelos inúmeros posts acerca do assunto com as queixas do costume ou a relatar o tanto que gostam disto, mas principalmente a um Domingo nota-se a ausência da malta. A minha lista de blogs tem meia dúzia de novas publicações o que só confirma a evidência: foi tudo para a praia! Ou para a piscina. Ou passear com a família ou os amigos. Enfim, foram curtir um dos poucos fins de semana com cheiro de Verão e de férias desta temporada. E como o melhor da vida é feito em off, é de aproveitar estes momentos como se não houvesse amanhã.

Eu cá me fico por casa, a conter custos durante este mês que será longo e a recarregar baterias para mais uma semana de trabalho debaixo de um sol que parece vindo do deserto. Como consolo tenho a esperança que seja já esta semana que serão instalados os telefones. Assim espero com muito ardor para que possa fugir e abrigar-me no ar condicionado do nosso escritório durante as horas mais quentes do dia.

E que seja, também, uma semana produtiva e bem sucedida, de preferência, com direito a prémio no final. O meu ordenado no fim do mês agradece bem como a minha continuidade neste emprego.

sábado, 6 de julho de 2013

Meter o nariz onde não se é chamado


É o caso de muito boa gente.
O que lhes falta é vida própria.
Mas na ausência dela, deveriam procurar livros ao invés da meterem o nariz na vida dos outros.
Que vos parece?

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Mais calor?!?!


Hoje foi um dia daqueles. Quase para esquecer. Estava tanto calor, mas tanto calor que se tornou impossível abordar as pessoas que seria normal. Das duas uma, ou estavam todas a trabalhar, na praia ou de férias; ou simplesmente nem se deram ao trabalho de sair de casa e enfrentar o sol que estorricava por causa de quem quer que fosse lá do outro lado da campainha.
Os resultados foram fraquinhos, como é óbvio. Mas o cansaço foi ainda maior que nos outros dias.

Agora o que me espera amanhã se as temperaturas tornam a subir??
Se não voltar amanhã, já sabem porque foi... Ou queimei os fusíveis de tanto calor ou derreti e virei uma poça de água... Venha o diabo e escolha...

quarta-feira, 3 de julho de 2013

De caras com a Autoridade


Não se preocupem que ainda não é desta que posso dizer que já fui presa. Nada disso. Nada de grave, para falar a verdade.

Bem pelo contrário, andava eu a trabalhar debaixo do sol que voltou em grande força a martelar-nos o cérebro, quando me deparo com um senhor dos seus 70 anos, muito simpático. O meu trabalho consiste precisamente em falar com pessoas. Em convencê-las a aceitar o que eu tenho para lhes propor. Sendo assim, quando já tinha conseguido o consentimento do dito senhor, pergunto o que fazia antes de se reformar. Qual não é o meu espanto e o constrangimento do senhor, quando ele me diz que tinha sido Inspector da Polícia Judiciária.
Não contente com uma autoridade aposentada, no fim do dia encontro um casal a chegar a casa e depois de os convencer também, descubro que o jovem é, nada mais nada menos, que Agente da PSP.

As forças da Autoridade perseguiram-me hoje. Ou talvez, vendo bem as coisas, tenha sido mais ao contrário...

terça-feira, 2 de julho de 2013

A cama não tem rodas


Para mal dos meus pecados, assim é. Hoje tiraram-me da cama para ir finalmente ao mecânico com o carro. Isto para tentar que não interfira no meu dia de trabalho.
Assim, estou por cá a apanhar seca enquanto o mecânico ganha o dele, com uma enorme vontade de voltar para a minha cama, que grita por mim!
Cá nos vemos mais logo se não adormecer entretanto...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...